Na sua forma mais pura, artistas musicais, como canais de auto-expressão, que estão livres das convenções da sociedade e um espírito destemido é o que está no cerne do Twenty One Pilots, um grupo cuja visão musical é totalmente única. Nos últimos anos, a dupla formada pelo vocalista Tyler Joseph e o baterista Josh Dun construiu uma forte base de seguidores que parece estar prestes a alcançar o ápice com o lançamento do primeiro álbum da dupla, Vessel, pela Fueled By Ramen.

“A primeira música que eu toquei no piano foi uma música minha, eu nunca tive aulas.”, Joseph responde quando perguntado sobre a sua base musical. “Eu olhei para o piano e percebi que a música era um meio que te permetia dizer algo; a frase que eu sempre digo é que ‘a música é um receptáculo’ e é daí que vem o nome do álbum.” Logo que Joseph começou a compor e gravar suas próprias demos no seu porão, Twenty One Pilots já havia nascido.

A banda de Columbus, Ohio, começou como a maioria das bandas, mas ao invés de fazerem turnês sem rumo, eles se concentraram na sua cidade natal e logo já estavam lotando casas de shows, como a Newport Music Hall, mesmo tendo lançado apenas duas gravações caseiras. “Em todos os shows nós tocamos com todo o coração, porque de onde a gente vem, você precisa chamar a atenção das pessoas e fazer com que elas nunca te esqueçam,” diz Joseph. “No nosso caso, nós conseguimos construir uma fanbase – uma que caminhou conosco para chamar a atenção da indústria musical fora da nossa cidade natal, o que acabou por abrir portar que nos guiaram às oportunidades para levar a nossa música para o resto do mundo em uma jornada incrível”.

A habilidade da dupla para construir uma fanbase local foi comprovada quando eles conseguiram vender todos os 2.300 lugares da LC Pavillion, em abril, para anúnciar que eles tinham assinado com a Fueled By Ramen, depois de terem sido procurados por mais de uma dúzia de gravadoras. Isso mesmo, não existiu um plano de marketing glamuroso ou quaisquer outros artifícios para o crescimento do Twenty One Pilots, tudo foi baseado somente na relação orgânica que a dupla mantinha com seus fãs através da sua música, shows e conteúdo online. “Para os nossos fãs nós dizemos que nós não ganhamos a nossa grande chance, eles criaram a nossa grande chance. Obrigado.” Joseph diz.

Para o Vessel, a banda entrou, pela primeira vez, em um estúdio de verdade com o produtor indicado ao Grammy, Greg Wells (Weezer e Adele), para desenvolver um álbum que mistura elementos de hip-hop, indie rock e punk de um modo tão sutil que você estará cantando rap em um minuto, e no seguinte vai se pegar preso a um verso orquestrado e luxuoso em uma música como Car Radio. “Nós não estamos conscientemente tentando fazer algo diferente, é que nós nunca nos baseamos em nenhuma banda” Joseph explica. “Nós nunca nos encaixamos em nenhuma cena específica, então nós resolvemos que teríamos que criar a nossa própria.”

Do groove incrivelmente cativante de Semi-Automatic, ao hip-hop enérgico de Holding On To You e do eletrônico experimental de Trees, Vessel é uma complexa seleção de músicas que mostra porque Twenty One Pilots é a mais nova adição ao seleto grupo da Fueled By Ramen. “Ode To Sleep é uma música que eu tenho muito orgulho porque ela é estruturalmente estranha; ela desafia o ouvinte.”, Joseph explica. “No fim das contas, eu acho que esses são os momentos que fazem nossos fãs realmente se conectarem com a nossa música.”

Desde o começo, ter um som tão único nunca foi um obstáculo para o Twenty One Pilots, na verdade, foi uma característica que encantou os fãs. “Eu não acho que existem muitas bandas que podem fazer um show hardcore em uma noite e na outra fazer um show de hip-hop e achar que vai dar certo,” Dun explica, adicionando que os shows da banda sempre fora parte integrante do ato. “Nós queremos que nossos fãs deixem todos os problemas do lado de fora e mergulhem na música, no momento, quando estamos tocando ao vivo,” ele acrescenta. “No fim, é um grande momento de liberação pra todo mundo”.

“Nós fomos de não ter um pingo de esperança para, de repente, ter a oportunidade de sair de Columbus e gravar um álbum e isso algo que nós nunca vamos deixar de dar valor”, Joseph resume. “As músicas no Vessel representam quem nós somos e agora nós podemos levar essa coleção de músicas, essa corpo de trabalho, para o mundo,” ele continua. “Não é uma coisa a curto-prazo pra nós, nós pretendemos estar aí por muito tempo.”

JOSH DUN / baterista
@joshuadun
TYLER JOSEPH / vocalista
@tylerrjoseph

Instagram